Quinta-feira
23 de Maio de 2019 - 

Newsletter

Cadastre seu e-mail e fique por dentro de tudo no mundo jurídico.
Seu nome
Seu email

Previsão do tempo

Hoje - Campo Grande, MS

Máx
25ºC
Min
18ºC
Pancadas de Chuva

Sexta-feira - Campo Grande, MS

Máx
18ºC
Min
13ºC
Predomínio de

Sábado - Campo Grande, MS

Máx
23ºC
Min
9ºC
Predomínio de

Bolsa de Valores

Bovespa 0,92% . . . .
Dow Jone ... % . . . .
NASDAQ 0,02% . . . .

Cotação Monetária

Moeda Compra Venda
DOLAR 4,02 4,02
EURO 4,49 4,49
LIBRA ES ... 5,10 5,10

Início

Iniciada 2ª fase da virtualização dos inquéritos de violência doméstica

Em reunião ocorrida na sexta-feira (10/5), o Poder Judiciário do Acreano, o Ministério Público do Estado do Acre (MPAC) e a Secretaria de Policia Civil desenvolveram fluxo de trabalho em relação aos inquéritos policiais da Delegacia Especializada de Atendimento à Mulher (DEAM) de Rio Branco, que foram virtualizados no mês de abril e agora estão cadastrados no Sistema de Automação da Justiça Eletrônico (e-SAJ) prontos para irem para distribuição. A primeira fase da ação foi digitalização das principais peças dos inquéritos, realizada por uma força-tarefa, mobilizada pela Coordenadoria Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar e a pela Corregedoria-Geral da Justiça (COGER), com participação da DEAM e do Instituto de Assistência e Inclusão Social (IAIS). Mas, nesta próxima etapa, também estão envolvidos o Ministério Público e outros membros da Secretaria de Policia Civil. A desembargadora Eva Evangelista, coordenadora Estadual das Mulheres em Situação de Violência Doméstica e Familiar, afirmou que “essa reunião de alinhamento é uma iniciativa que traz muita satisfação, pois a virtualização dos inquéritos foi uma coesão de forças para resolvermos os desafios. Somente com a preocupação de resolvermos os problemas que conseguiremos dar respostas para as vítimas de violência doméstica com rapidez”. No encontro foi apresentado o passo a passo para realização do peticionamento eletrônico por parte das delegacias, assim como, foram discutidos métodos de trabalho para que o MPAC e a Justiça Acreana recebam esse grande volume de inquéritos digitalizados que em breve podem se tornar processos judiciais. Além disso, estiveram presente na reunião a juíza de Direito Shirlei Hage, titular da Vara de Proteção à Mulher da Comarca de Rio Branco (VPMRB), o juiz-auxiliar da COGER, Leandro Leri Gross, representantes da Segurança Pública Estadual e servidores da Diretoria de Tecnologia da Informação (Ditec) e da VPMRB.
15/05/2019 (00:00)

Endereço

+55 (67) 8124-0925+55 (67) 9123-1230+55 (67) 9860-1234
Visitas no site:  55400
© 2019 Todos os direitos reservados - Certificado e desenvolvido pelo PROMAD - Programa Nacional de Modernização da Advocacia
Pressione as teclas CTRL + D para adicionar aos favoritos.